Oyster Card – Tire suas dúvidas sobre o cartão do transporte público de Londres

Oyster

Olá, pessoal! Se você está pensando em ir para Londres, certamente este post será de grande ajuda. Vou falar sobre o Oyster card que foi o primeiro cartão de transporte inteligente do mundo. Ele é super simples de usar mas gera muitas dúvidas para quem chega.

O Oyster é um cartão magnético utilizado como bilhete para as viagens no transporte público de Londres. As tarifas são reduzidas para quem o utiliza, é uma forma simples e prática de pagar o transporte. Cada pessoa precisa ter um oyster.

Você pode usá-lo das seguintes formas:

* Pay-as-you-go – basta carregá-lo com o valor que desejar e à medida que vai usando, o valor da passagem é descontado. Há um um teto máximo diário para cada zona de transporte, o que significa que você pode usar quantas vezes quiser por dia que o valor não ultrapassará o teto máximo (capping). O sistema pára de debitar quando o valor deste teto máximo é alcançado e você não pagará nada a mais pela suas viagens até o final do dia.

Resumindo, o valor do capping é o valor máximo que você paga por dia para utilizar o transporte público. O capping varia de acordo com o horário de pico ou off-peak que vou especificar mais abaixo.
* Carregamento mensal ou semanal – onde você credita um valor fixo por mês ou semana.
* As duas combinações – por ser um cartão inteligente, você pode adquirir um passe mensal ou semanal e se for necessário, pode carregá-lo com mais créditos.

Travelcard

Pode ser em forma de bilhete de papel ou cartão eletrônico ( você carrega dentro do seu Oyster) e viaja quantas vezes desejar por 7 dias mesmo em horário de pico sem pagar nada a mais.
O que vale você saber é que não vale a pena comprar bilhete separadamente para cada viagem.

Crianças menores de 11 anos não pagam, passam junto na catraca eletrônica (dica, não fique muito tempo esperando para passar pq a portinha fecha literalmente em você. Fiquei diversas vezes presa na porta até descobrir que quem tem crianças passa na catraca mais larga específica para quem vem com malas/carrinho de bebê ou cadeirantes).

Onde adquirir o Oyster card?

Quando eu cheguei meu marido estava me esperando no aeroporto de Heathrow e compramos lá mesmo. Existem diversos pontos de compra, você pode adquirir no aeroporto, nas estações direto no guichê, nas máquinas dentro da própria estação, em supermercados, revistarias ou locais autorizados, todos bem sinalizados. Para comprar você pode usar dinheiro, cartão de crédito ou débito.
O custo é de £5 reembolsáveis quando você deixar a cidade, caso queira devolver o cartão. O reembolso pode ser feito nas máquinas de algumas estações do metrô.
Vale lembrar que os créditos não expiram, portanto se você planeja ir a Londres novamente, seus créditos continuarão ativos para uso!

Como usar seu Oyster

Após adquirido, você vai colocar créditos no cartão conforme às suas necessidades e quando acabar basta recarregá-lo.
No ônibus ao entrar você verá ao lado do motorista (que está à direita) o leitor eletrônico amarelo. Basta encostá-lo e sua passagem será automaticamente debitada não importando a distância a ser percorrida.
Ao entrar nas estações de metrô você vai encostar o cartão no sensor e uma luz verde acenderá indicando que seu acesso está liberado. A catraca abre automaticamente.

Basta encostar o cartão no sensor

Quanto de crédito eu devo colocar?

Para “turistar” você se deslocará mais pelas zonas 1 e 2 onde ficam os principais pontos turísticos. Então, preste atenção nos valores específicos para estas zonas.
Tudo depende também do tempo que você ficará na cidade. Para saber quanto carregar, multiplique o número de dias pelo teto máximo (capping) para as zonas que você circulará.

Valores para zonas 1 e 2

Cada viagem avulsa                                             £2,40
Capping (teto máximo cobrado por dia)       £6,60
Travelcard 1 dia                                                    £12,30
Travelcard 7 dias                                                 £33,00

Se você pretende ficar até 4 dias utilize seu Oyster como pay-as-you-go. Multiplique o número de dias pelo teto máximo:
4x £6.60 = £26.40
Para 5, 6 ou 7 dias carregue seu Oyster com um travelcard de 7 dias.
(5x £6.60 = £33 – mesmo valor do 7-day travelcard) e você poderá se deslocar a vontade sem preocupação com a passagem.

Cap diária 2017

Zona 1       £6.60

Zona 1-2   £6.60

Zona 1-3   £7.60

Zona 1-4   £9.50

Zona 1-5   £11.20

Zona 1-6   £12

Tarifa de ônibus £1,50 – mesmo que você vá da zona 1 à 9 (sem trocar de ônibus) o valor será sempre este.
Capping ônibus £4.50 – não importa quantas linhas você precise utilizar, o capping máximo não ultrapassará este valor, você não será descontado a mais.

Para adaptar a outras zonas, apenas substitua o cap (teto diário) pelo da zona que você pretende visitar, como por exemplo 1-3 £7.70, 1-6 £12.00 consulte aqui na tabela completa de valores.

O aplicativo Citymapper é de grande utilidade nesta hora. Você informa seu destino e além de calcular as melhores rotas ele já fornece o valor da viagem também.

Citymapper informa rota, valores e horários atualizados

O Oyster é um cartão eletrônico inteligente e você pode usá-lo em metrô, ônibus e algumas linhas de trem. Não é necessário andar com dinheiro!

Como consultar seu saldo e carregar (top-up) seu Oyster?

Em todas as estações de metrô existem terminais de auto atendimento onde você encosta o cartão no leitor e seu saldo aparece na tela.
Em algumas destas máquinas você também pode carregá-lo com cartão de crédito ou dinheiro.
Outras opções: para carregar você também pode se dirigir ao guichê e falar com o atendente.
Para consultar seu saldo é só prestar atenção no pequeno painel na catraca quando você encosta o Oyster para passar. Ali aparece seu saldo atualizado.

Importante: o Oyster contabiliza sua passagem através da catraca eletrônica, portanto ao entrar e sair da estação no seu destino final encoste-o no leitor. Não importa se você pegou 1, 3 ou 10 metrôs, se não sair da estação, a viagem não “está finalizada”. Ao chegar em seu destino você encosta novamente o cartão no leitor e ele automaticamente vai calcular a sua tarifa (pois a tarifa vai depender da distância que você percorreu), e descontará o valor necessário.
Portanto nunca, JAMAIS esqueça de passar seu Oyster na saída. Mas isso não é óbvio, uma vez que você precisa passá-lo para abrir a porteirinha da catraca? No caso do metrô, sim.
Nas estações de trem às vezes o lugar é mais discreto.
Se você não passar o Oyster na saída, o sistema (que sabe que você embarcou) não saberá qual foi o caminho percorrido. Sendo assim,  vai descontar um valor que é o teto máximo do dia. E se o fiscal lhe flagrar você ainda pagará uma multa.

Por ser uma cidade dividida em zonas (de 1 a 9 sendo a 1 mais central e 9 mais periférica) as tarifas variam de acordo com o destino final. Se você ficar pelo centro a passagem é mais barata do que se você se deslocar para uma zona mais periférica onde a passagem é mais cara.
O sistema de zonas não conta para os ônibus. Então, você pode percorrer uma distância maior e o valor da passagem é sempre o mesmo (£1.50 cada viagem), independente de ser perto ou longe.

Vale lembrar que para os deslocamentos em horário de pico pode haver alteração de valores.
Confira aqui os horários:
Horário de pico: de segunda a sexta (exceto feriados) das 04:30 às 09:29 e 16:00 e 18:59
Off-peak: segunda a sexta para viagens feitas entre 09:30 e 15:59 e após às 19:00 incluindo sábados, domingos e feriados durante todo o dia.

A Dia fez uma ótima matéria sobre o transporte público. Acesse o link aqui e tire suas dúvidas sobre como se locomover pela cidade!

Fonte: Transport for London

  por  

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of

@alemdobigben no instagram