Graduação no Reino Unido: como ingressar em uma universidade britânica

formatura graduação

Muita gente tem vontade de fazer sua graduação no Reino Unido mas tem dificuldade de achar informações sobre o processo e não sabe nem por onde começar. Neste post vou contar tudo que você precisa saber sobre as universidades daqui e como tentar uma vaga.

Por que fazer a sua graduação no Reino Unido?

O Reino Unido tem uma tradição universitária muito forte e conta com algumas das mais antigas e renomadas instituições. 3 delas estão entre as 10 melhores do mundo, Oxford em 1º lugar, Cambridge em 4º e o Imperial College London em 8º.

Quanto custa um curso de graduação no Reino Unido?

Aqui, diferente do Brasil, não há universidades públicas. O valor cobrado é anual e, geralmente, não pode ser parcelado e deve estar quitado antes do início de cada ano letivo. Além disso, os valores para estrangeiros, que não sejam da União Européia, são quase sempre bem mais altos.

Os valores para estudantes internacionais variam de £10,000 a £35,000 ao ano, dependendo do curso e da insituição escolhida. Existem algumas opções de bolsa e financiamento, para saber mais acesse os seguintes links (em inglês):

Passos para ingressar em uma universidade britânica

passos para entrar em uma universidade britanica

O processo para se candidatar a uma graduação no Reino Unido é um pouco diferente do Brasil. Ao invés de fazer um vestibular ou ENEM, aqui você usa seu histórico escolar e outras qualificações. Os requisitos variam para cada curso e instituição. A seleção dos alunos é feita através de um sistema unificado de candidaturas onde você pode se inscrever em até 5 cursos.

O ano letivo começa na maioria dos casos em Setembro e termina em Julho e as inscrições para estudantes internacionais vão, em geral, até Outubro do ano anterior.

Pesquise e escolha até cinco cursos

Após definir uma área do conhecimento, pesquise e escolha quais são os cursos de seu interesse. Aqui você encontra muitos cursos específicos, bem diferentes do Brasil. Para pesquisar utilize a ferramenta de busca do próprio sistema de candidatura (UCAS Search Tool). Além de você encontrar todos os cursos disponíveis, você poderá ver os requisitos para cada curso e também prazos para candidaturas. Além das especificações acadêmicas, muitas universidades exigem entrevista e audição (para áreas ligadas à música e artes).

A maioria das universidades exigem que você tenha um curso de ‘A-Level’, que seria um curso de nível avançado na área específica que você pretende cursar e que tenha uma nota mínima nesse curso. Não existe um equivalente exato ao ‘A-Level’ no Brasil, mas seriam cursos após o Ensino Médio e talvez seja aceito um curso técnico.

Para fazer a comparação e equivalência aos níveis daqui para qualquer curso que você tenha e também do seu diploma de Ensino Médio, acesse o site UK NARIC. Eles são recomendados pelo próprio governo britânico e emitirão um documento dizendo qual seria seu nível acadêmico no sistema daqui.

Para se informar melhor sobre os cursos ‘A-Level’ acesse os seguintes links:

Se você não possui nenhum ‘A-Level’ ou curso equivalente, pesquise por ‘Foundation Courses’. Esses cursos são preparatórios para a universidade e servem para criar a base para que alunos sem a qualificação necessária ingressem na graduação. Eles também são pagos, com preços similares aos de uma graduação e tem duração de dois anos.

Não são todas as universidades que oferecem essa modalidade de curso, porém o ‘Foundation’ não precisa ser feito na mesma universidade que a graduação.  Apenas verifique antes se a universidade desejada irá aceitar este curso como qualificação para o ingresso.

Caso você fique confuso em relação aos requisitos acadêmicos, a maioria das insituições recomenda que você entre em contato direto com elas.

Todas as universidades irão pedir alguma prova da sua habilidade em língua inglesa em nível B2 ou maior (para saber mais sobre os diferentes níveis clique aqui). Algumas delas poderão pedir que você faça um teste padrão de inglês, que seria o IELTS Academic, no qual você precisará tirar no mínimo 5.5.  Para saber mais sobre o IELTS clique aqui.

Se você já tem certeza que atende a todos os requisitos e que vai se candidatar a um curso aqui, sugiro que faça logo o IELTS, mesmo que sua universidade não exija. Ele é a melhor maneira de comprovar sua proficiência em língua inglesa e pode ajudar muito na hora de se candidatar também a vagas de emprego.  Só fique atento, o teste tem validade de apenas 2 anos.

Para fazer uma graduação no Reino Unido você precisará de visto então não se esqueça de verificar se a universidade escolhida faz parte da lista de ‘licensed Tier 4 sponsor’. Confira aqui.

Faça seu cadastro e candidatura através do UCAS

UCAS (Universities and Colleges Admissions Service) é o sistema unificado de candidaturas que falei anteriormente. É através dele que você irá se candidatar a qualquer universidade britânica através de um formulário com todas suas informações pessoais, acadêmicas e um texto de até 4.000 palavras falando sobre porque a universidade deveria te aceitar e porque você quer fazer o curso. Você não precisa preencher tudo de uma vez só e no site tem todas as instruções necessárias. O custo da candidatura para um curso é de £13 e para dois ou mais £24.

Para se cadastrar e maiores informações acesse os seguintes links:

Receba e aceite uma oferta

Após sua candidatura, se você for aceito, as universidades entrarão em contato com você através do UCAS para oferecer uma vaga no curso desejado. Essa oferta pode ser incondicional ou condicional. Uma oferta incondicional significa que você foi aceito sem restrições e só precisará fazer o visto. Uma oferta condicional significa que você será aceito dependendo de algum resultado, pode ser uma prova, qualificação de língua inglesa ou qualificação acadêmica pendente, uma entrevista ou até mesmo uma audição, dependendo da sua área. Você poderá aceitar ou rejeitar cada oferta recebida.

Caso você seja rejeitado ou tenha perdido o prazo para as inscrições, pode tentar se candidtar a vagas sobressalentes. Saiba mais aqui.

Tire seu visto de estudante

Para fazer uma graduação no Reino Unido você precisará de um visto Tier 4 General Student. Os requisitos principais para o visto são que você tenha uma oferta incondicional de uma universidade que esteja na lista de ‘licensed Tier 4 sponsor’, como informei anteriormente, e tenha condições financeiras de pagar por seus estudos e todo o seu custo de vida durante a duração total do curso.

O visto Tier 4 dá direito ao estudante de trabalhar até 20h por semana. O custo é de £335 e o mais cedo que você pode aplicar é 3 meses antes do início do seu curso. O tempo para resposta do consulado costuma ser de 3 semanas.

Faça as malas e venha viver seu sonho!

Espero que tenham gostado do post e que ajude quem estava com dúvidas. Se precisarem de qualquer ajuda ou informação, só escrever aqui nos comentários.

  por  

10
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Carolina NazarethAndreza P SiqueiraNatá LimacruzjujsThayanne Porto Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rebeca Alves
Visitante

Uau, quero muito fazerr faculdade fora do Brasil, porém é aquele negócio, eu não sei falar tal língua, como eu vou estudar fora e tals, adorei o seu blog, tudo muito bem explicado!

Priscila
Visitante

Eu queria taaaanto estudar fora :/ Mas infelizmente as escolhas da vida não me possibilitaram! De qualquer forma, ainda irei pra algum lugar pra fazer pelo menos um curso fora 😀 Muito legal seu post, bem descritivo!

Alaide Cassiano
Visitante

Ah que post lindo <3 Mas meu sonho desde criança (graças a High School Musical e mais tarde graças a American Pie) foi estudar nos Estados Unidos, até cheguei a pesquisar valores, documentos e tipos de provas, mas nunca fui adiante! Um dia quem sabe né?

Um beijo!
https://alaidecassiano.wordpress.com/

Thais Lopes
Visitante

Pena que os preços não são tão acessíveis, pois meu sonho é cursar a oxford (rsrsrs).
O post é ótimo pra quem tem cache e sonha com tal, quem sabe um dia eu não chegue ai.
Ótimo post, muito bem explicado!
Beijos e sucesso!

Carolina Nazareth
Visitante

Desiste nao, Thais!

Eu realizei esse sonho gracas a uma bolsa de estudos e terminei meu mestrado aqui em Londres em Janeiro!

Ane Lopes
Visitante

Sou doida pra fazer intercâmbio no Reino Unido e no EUA também. Na verdade sou doida pra ir pra fora do Brasil kkk adorei o o post. Bjs e boa sorte com o Blog ❤

Thayanne Porto
Visitante

Pesquisei alguns cursos de pós ou mestrado na Inglaterra, já que sou formada, e achei tudo muito caro :~ Mas não desisti do sonho de estudar fora, e mesmo se eu não for pro Reino Unido, vou procurar ir para um país pertinho pra visitar sempre!

cruzjujs
Visitante

Olá!

Olha, não sabia que precisava disso tudo não! Parece bastante complicado e trabalhoso, mas acho que o esforço é compensado porque os campus e a vida de universitário fora do Brasil deve ser dos deuses, um sonho!

Bjs

Natá Lima
Visitante

Tenho muita vontade de estudar fora do Brasil, só preciso me empenhar mais em juntar grana pra poder realizar esse sonho! Mas parabéns pelo teu post, muito esclarecedor!

Andreza P Siqueira
Visitante

Adorei o post, não tinha nenhuma idéia de como era dificil estudar fora do seu país, é um sonho mas não é impossivel para quem almeja, gostei de cada detalhe. bjos